A IGREJA EM SANTANA

 

No ano de 1935, segundo noticiários do Expositor Cristão, a Igreja da Luz mantinha uma Escola Dominical em Vila Izolina Mazzei e diversas famílias residiam no bairro de Santana.

Em 1939 e 1940, realizava-se cultos evangelísticos na casa do Pastor Guaracy Silveira, residente em uma rua perto do atual endereço da igreja.

Em outubro de 1940, por uma decisão de um concílio Paroquial, é formada a Igreja Metodista em Santana, no dia 13.
Com essa decisão foi aberto o Livro de Registros de Membros, sendo constituída com os seguintes nomes, transferidos da Igreja da Luz: Etelvina Silveira (esposa do Rev. Guaracy Silveira), Paulo Guaracy Silveira, Onésimo Silveira, Lygia Silveira (filhos), Benedito Julio,Paulo Manoel Julio, Benedita Leonor Julio, Bernardina Bentin, Luethy Schmidt, Levry Schmidt, Guilhermina Schmidt, José Paulo Miranda Júnior, Filismina Brito Miranda e Angelina Magri.

Para realizar as atividades da nova Igreja foi alugada uma casa na Rua Duarte de Azevedo, entre as ruas Dr. Zuquim e Jovita.
Embora a Igreja tenha se constituído em 1940, a Escola Dominical em Santana se organizou no dia 14 de março de 1941. A Escola Dominical da Vila Izolina Mazzei, ficou integrada a Igreja em Santana e continuou a existir durante um tempo.

No ano de 1941 foram recebidos 11 membros e em 1942 mais 21. Dos nomes de membros recebidos nessa década está na igreja, o irmãoWaldevino Alves Ferreira, recebido por batismo e profissão de Fé, no dia 09/12/45, registrado sob o n° 83, membro mais antigo. A irmã Ruth Ferraz Esteves recebida no dia 07/06/42 foi recentemente transferida  para outra igreja metodista em São Paulo.

Reunida em um imóvel alugado, a igreja aceitou o desafio de adquirir um imóvel para construção do templo. Foi comprado um terreno na Rua Dr. Zuquim, 795, onde foi construído nos fundos um pavilhão para sediar as atividades, inaugurado em 19/12/48. Nesse tempo a igreja realizava trabalhos missionários em Bragança Paulista e Vila Izolina Mazzei.

Nessa década foram seguintes os pastores que trabalharam em Santana:
1941 e 1942 – Rev. Rui Carneiro Giraldes, como ajudante e Rev. Osvaldo Luiz da Silva como titular.

Nesse período houve colaboração do Rev. Guaracy Silveira.
1943 e 1944 – Rev. Osvaldo Luiz da Silva
1945 e 1946 – Rev. Irineu Monteiro do Pinho
1947 e 1948 – Rev. Benedito Hermenegildo Ferreira
1949 – Rev. José Nicolau Lemos
1950 – Rev. Otto Gustavo Otto

Foram seminaristas cooperadores que vieram a ser pastores:
1943 – Adão Ribeiro
1944 – Nelson Lacerda
1947 – Arlindo Rodrigues Rocha e Erasmo Ungaretti
1949 – Francisco Boiçar e Alípio Pereira dos Santos

Em 1947 foi recebido o irmão Gabriel Cândido de Lima, tendo ingressado posteriormente no pastorado.
No ano de 1952, a igreja trabalhou com projeto para a construção do templo. Uma planta foi aprovada, com uma bonita fachada. A igreja tentava arrumar ajuda de uma organização metodista mundial, diversas reuniões e correspondências houveram com esse propósito.

Uma dificuldade, porém atrapalhava o plano de construção. O pavilhão construído no fundo do terreno, ficava à margem do ribeirão. Sempre que chovia forte causava enchente, muitas vezes os móveis e utensílios ficavam boiando nas águas.
No ano de 1956 a igreja desistiu de construir nesse terreno e procurava uma outra alternativa.

Quando o Concílio Paroquial se reuniu em janeiro de 1961, o pastor relatava as providências que a Junta de Ecônomos (Ministério de Patrimônio e Finanças) para aquisição de outro imóvel.

A partir de janeiro de 1961, a igreja se dispôs a encontrar outra  área para  construção do templo. Em julho do mesmo ano a igreja pagou o sinal para troca e aquisição do imóvel da Rua Dr. Zuquim com o atual.

Foram pastores nessa década:
1951 – Rev. Omir Andrade
1952 e 1953 – Rev. Benedito Hermenegildo Ferreira
1954 – Rev. Mesac S. Silveira
1955 a 1957 – Rev. Otávio Gomes de Oliveira
1958 a 1961 – Rev. Joviniano Ferreira

Seminarista que trabalhou na igreja nessa época, sem nomeação:

1951 – Dorival Rodrigues Beuke
Membros recebidos nessa década:
30/10/1955 – Shirley Oliveira de Souza
18/12/1956 – Virginia Furlan

Com a desocupação do imóvel da Rua Pereira de Freitas, iniciou-se o trabalho de adaptação das instalações para servir agora como templo.

O salão que hoje é o templo precisou de uma reforma e ampliação. As atividades da igreja a partir do final do ano de 61, foram transferidas para a Rua Pereira de Freitas, ocupando no princípio a casa da frente. O atual salão de culto, alterado posteriormente, começou a ser usado precariamente no dia 24/05/1963.

Foram pastores nesta década:
1962 – Rev.Levy Cachioni
1963 – Rev. Ary Pereira Braga
1964 a 1966 – Rev. Ronaldo Satler Rosa e Rev. Lindolfo da Silva Lavoura
1967 a 1969 – Rev. Lindolfo da Silva Lavoura
1970 – Rev. Ovídio Antonio de Souza
1971 e 1972 – Rev. João Guimarães
1973 a 1976 – Rev. Laerthe G. Araújo
1977 e 1978 – Rev. Edemir Antunes
1979 – Pr. Miguel Alves Barbosa
1980 – Rev. Syllas Antunes

Membro recebido nessa década:
12/05/63 – Dagmar de Toledo Schmidt
Em 1982 foi aprovado o plano de reforma e ampliação do salão de Culto.

Os pastores que atuaram nesse período foram:
1981 a 1983 – Rev. Tarsis Prado
1984 a 1985 – Rev. Luiz Antonio G. Gutierres
1986 a 1988 – Rev. Laerthe G. Araújo
1989 a 1996 – Rev. Syllas Antunes
1997 a 1999 – Rev. Israel Pereira Gonçalves
2000 – Rev. José Carlos Peres e o ajudante Herbert R. dos Santos.

Em 1990, foi instalada junto à Igreja em Santana, a MEFIJA – Missão Evangélica Filantrópica Jesus Te Ama, o objetivo principal era o de recuperar jovens viciados quimicamente. Com a saída do pastor, a missão também foi transferida.
2001 – Evangelista Paulo Oliveira Franco e o seminarista Luciano José de Lima.
2002 e 2003 – Rev. Walter Rodrigues da Silva.
Bispo da Região no ano de 2003  – Revmo. Adriel de Souza Maia.
2004 a 2007 –  Rev. José Gonçalves Pereira (Pererão) Após a aposentadoria do Rev. Walter, em 2004 tomou posse do pastorado da Igreja. Um pastor que tinha sempre como base do seu ministério a Oração, costumava sempre se utilizar da frase “Muita oração muito poder, pouca oração pouco poder, nenhuma oração nenhum poder”. Por muitas vezes a igreja fez vigília e oração no monte, no sítio que possuía em Mairiporã, Serra da Cantareira. Durante todo o seu ministério, contou com a colaboração da seminarista Flávia Helbig da Rosa, da 6ª RE, que se empenhou muito junto ao Ministério de Louvor, Visitação e Oração.
2008 – Revda. Nilce Pereira Callisaya e Revda. Cristina Antonia Ferreira da Silva, como coadjutora. A Revda. Cristina foi discipuladora, professora de Escola Dominical e conselheira.
2009 – Neste ano o Revmo. Bispo Adriel, nomeou para Santana a Revda. Patrícia Regina Moreira Marques, tendo como seu coadjutor o Rev. Paulo Bessa da Silva. Contamos com a colaboração do seminarista José Antonio de Oliveira Filho, oriundo da 6ª RE, estudante do 3º ano da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista. A equipe pastoral trabalha de forma harmoniosa pelo crescimento da igreja, pelo retorno dos membros afastados, demonstrando sempre muito amor e abnegação pelo ministério que lhes foi atribuído. Neste ano também iniciamos a reforma da casa pastoral (casarão) e restauração do salão social. Novas famílias têm procurado a igreja com o intuito de trabalhar na obra do Senhor. É a ação de Deus para o crescimento desta sua comunidade de amor.